Conheça 5 curiosidades sobre o curso técnico em Enfermagem

09.02.2021

Por Grau Técnico

2 min de leitura

O Técnico em Enfermagem é uma profissão comum da área da saúde. Sua atuação muitas vezes é primordial para que médicos possam oferecer um atendimento melhor e corretamente direcionado ao caso do paciente. Mas o quanto você conhece as possibilidades desse curso que vão além dos mitos da Enfermagem?

Continue neste post para conhecer as possibilidades e curiosidades de quem opta por essa profissão tão bonita. 

Enfermagem: curso técnico

O técnico em Enfermagem é o profissional responsável por realizar atendimentos, atuar na prevenção de acidentes de trabalho e reabilitação de pacientes, sendo auxílio para toda a equipe médica daquele ambiente. Esse é um profissional capacitado para atuar na linha de frente, em contato direto com pacientes, ou dentro de escritórios, para formular ações que possam ajudar a comunidade.

Com ampla atuação, é um profissional sempre requisitado e necessário nas mais diversas áreas da Medicina. Com teto salarial próximo a R$ 3.182,32, deve buscar sempre novas qualificações para que seu trabalho seja diferenciado e mais bem direcionado ao setor que se tem como objetivo. 

5 curiosidades sobre a área 

Ao falarmos sobre curso técnico em Enfermagem, podem surgir muitas dúvidas sobre o que é possível ou não para essa profissão. Para conhecer mais a fundo essa área, veja abaixo 5 curiosidades sobre esse técnico e as possibilidades a serem exploradas para quem opta por essa carreira!

  1. Especialidades disponíveis

Em qualquer profissão, a especialização é um dos maiores diferenciais para o currículo do profissional e na área da saúde isso não é diferente. Depois da formação em técnico em Enfermagem, há um universo de possibilidades a serem exploradas na profissão. 

Segundo o órgão que regulamenta as ações desse profissional, o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), é possível escolher entre as 6 especialidades disponíveis para o curso de Enfermagem. Algumas delas são: 

  • Enfermagem do Trabalho;
  • Enfermagem em Terapia Intensiva;
  • Enfermagem em Nefrologia;
  • Instrumentação Cirúrgica.
Técnico em Enfermagem
Enfermeira trabalhando com tecnologia em sala de cirurgia.

Realizar uma especialização pós-técnico é a garantia de uma remuneração maior, além de também ser um diferencial de destaque no mercado de trabalho de ampla concorrência.

  1. Concurso público 

Levando em consideração a curiosidade anterior, é possível realizar concursos públicos específicos às especialidades disponíveis. Para aqueles que preferem o trabalho em instituições públicas, essa é uma grande oportunidade, já que o quantitativo é menor que em concursos de ampla concorrência para aqueles que possuem apenas a formação técnica.

Além de disponibilizar uma remuneração maior que a oferecida nos concursos para o técnico em Enfermagem, esse tipo de emprego pode ser a garantia que muitos procuram para a vida profissional. 

  1. Hospitais não são a única possibilidade

Apesar de ser o que se fixa no imaginário coletivo, nem só de atendimentos em hospitais vive um técnico em Enfermagem! Para além disso, o profissional pode realizar suas atividades em outros ambientes, como, por exemplo: 

  • Laboratórios;
  • Asilos;
  • Cuidados home care;
  • Empresas e indústrias;
  • Clínicas de tratamento intensivo;
  • Spa.

Com tantas possibilidades, esse profissional tem a garantia de um mercado de trabalho cada vez mais amplo, com alta absorção e grandes oportunidades. 

  1. Adicional de insalubridade

Para quem trabalha na linha de frente como o enfermeiro técnico, é inevitável se expor a agentes nocivos à saúde desse profissional. Por ser algo prejudicial, mas inevitável, os funcionários dessa área recebem o adicional de insalubridade. A taxa estabelecida por lei pode ser calculada de acordo com o nível de exposição desse técnico, podendo chegar a 40% do valor do salário mínimo vigente.

Esse benefício é garantido pelo próprio Ministério do Trabalho, sendo um direito intransferível e indispensável para esse profissional que acaba exposto às mais diversas situações durante sua atuação.

  1. É preciso conhecer todos os processos

O técnico em Enfermagem trabalha realizando processos como prevenção e atendimentos rápidos para agilizar etapas e diminuir o fluxo de atendimento aos demais profissionais de saúde. 

Por isso, é indispensável que ele possa estar a par dos mais diferentes processos e patologias; assim, pode direcionar melhor o paciente e oferecer um atendimento de qualidade para ele.

Mesmo que não vá executar a ação, esse profissional que é apoio para a equipe médica deve sempre se manter atualizado, além de ter um olhar crítico para realizar os atendimentos da maneira mais consciente possível, evitando que a permanência (e o problema) do paciente seja prolongado naquele ambiente.

Hora de fazer a escolha certa!

Agora que sabe o mar de possibilidades e diferenciais dessa área e (muito provavelmente) se encantou com todas essas curiosidades, chegou o momento de pensar à frente no seu planejamento e conhecer “O que fazer depois do curso técnico em Enfermagem”!
Vale ressaltar: opte sempre por instituições reconhecidas pelo MEC para que seu pós-técnico seja válido em todo o território nacional, além de ser uma maneira de garantir a qualidade necessária para que todo conhecimento seja oferecido e seu tempo seja otimizado e não desperdiçado, preparando você para todas as necessidades no dia a dia da profissão.


Compartilhe nas redes sociais

Gostou? Comente ;)

matricule-se agora e garanta descontos exclusivos.

Posts relacionados

Matricule-se pelo Whatsapp